sexta-feira, 2 de abril de 2010

A pessoa certa para nós realmente existe?



Habitamos um mundo cheio de pessoas muito semelhantes a nós e também muito diferentes.



Algumas pessoas vêm apenas para nos ensinar alguma coisa ou para colaborar em algum empreendimento. Têm aquelas que ainda se opõem a tudo o que fazemos ou dissemos, o que pode machucar nosso ego, mas que com certeza, eleva nosso espírito. De toda forma, numa mundo tão vasto de habitantes, é óbvio que existe aquele alguém certo, aquele ser humano complementar a nós, que não só desfrutará da nossa companhia, como acrescentará a nós significado, partilhando muito de si e também exigindo muito de nós. Então, por que as pessoas têm tanta dificuldade em encontrar a pessoa certa?
Existem vários motivos para isso, entre eles:
1. A tendência à idealização;
Todos nós procuramos uma pessoa maravilhosa, praticamente isenta de maldades e defeitos. Linda por fora e por dentro. Só que, ao mesmo tempo, sabemos que isso não é possível. Ninguém neste mundo está neste patamar, inclusive nós mesmos. Então, como exigir algo de alguém, sendo que não poderemos retribuir à altura?
2. A dependência emocional;
Muitos não se amam e nem se apreciam como indivíduos. Isso faz com que procurem e se apaixonem por pessoas admiráveis, fortes e independentes. Depois, começam a demandar extrema atenção das mesmas, como uma forma de compensar a falta de estima por si próprios. Automaticamente, a pessoa bem-resolvida, não quererá servir de muleta e abandonará a relação.
3. Medo de ser feliz;
O famoso medo de se relacionar seriamente tem como base o medo de ser feliz, o medo do comprometimento. Aquela sensação de que você não será capaz de manter um relacionamento cheio de ética, carinho, respeito. Afinal de contas, nós nos responsabilizamos por quem cativamos, não é mesmo?
4. Síndrome do Controle;
Existem ainda aqueles que desejam ter garantias sobre tudo. Que pensam poder controlar a vida e as pessoas. Ficam se perguntando o tempo todo: e se esta pessoa se tornar ruim? E se o sentimento sumir? E se eu for traído? Entre tantas outras. Por não querer correr o risco de uma eventualidade que pode ou não acontecer, esse indivíduo desiste antes mesmo de tentar. Pois, estar sozinho para ele é estar no controle, além ser mais confortável. Porém, sabemos que ao mesmo tempo, ele nunca está feliz.
Há ainda pessoas que são o resultados de todas essas características conjugadas.
Apesar disso, para que possamos encontrar a pessoa certa é preciso, antes de mais nada, parar de procurar. Não adianta! Focar demais nisso só causa ansiedade, que é uma energia que afasta as pessoas de nós. Depois, é necessário apreciar quem somos. Seguido pela aceitação de nós mesmos e dos outros.
Por isso, se você é bem resolvido, cuida de si mesmo, tem confiança, aceita e perdoa os defeitos alheios e está vivendo tranqüilamente neste mundo: trabalhando, estudando, se divertindo, você simplesmente se tornará uma pessoa irresistível e não faltarão oportunidades de escolher aquela pessoa que realmente lhe complementará e que ficará com você, não importa o que aconteça.
Não digo com isso que quem é infeliz não mereça ser amado ou encontrar a pessoa certa para lhe ajudar a se reerguer. Porém, o bom senso diz que pessoas infelizes, mesmo juntas com pessoas amorosas, não conseguirão tornar aquele relacionamento feliz e estável, a não ser que resolvam mudar sua freqüência vibracional.
Afinal de contas, não é melhor ser feliz por si mesmo e ser ainda mais feliz ao encontrar a pessoa certa do que só sentir alegria perto de alguém que admiramos

Um comentário:

Simplismente Jú disse...

.. é tdo muito complexo qdo o assunto é relacionamento entre homem e mulher neh... adorei o post, super informativo rsrsrs
bjinhus e obrigada por ter entrado no meu blog...